Primeiro dia em Santiago do Chile - parte 1

Contei tanta coisa da viagem que acabei esquecendo do primeiro dia da viagem. O primeiro dia é sempre para reconhecer o terreno da cidade, comprar o cartão do metrô, andar pelos arredores. Então, fomos do nosso hotel Ibis Providencia até o Palácio La Moneda. Você desce na estação de metrô La Moneda.

O Palácio La Moneda é a sede da presidência da república do Chile. O palácio é cercado por duas praças: ao sul, pela praça da Cidadania e, ao norte, pela Praça da Constituição.

Na frente do Palácio há uma praça com todos os presidentes em estátua e o destaque maior é para o ex-presidente Salvador Allende, fundador do partido socialista do país que foi deposto por um golpe de estado liderado pelo militar Augusto Pinochet.

Quem visita o palácio pode aproveitar e ir no Centro Cultural La Moneda, que fica no subsolo. Veja as exposições no site oficial: http://www.ccplm.cl/sitio/

Funciona de segunda a domingo, de 9:00 às 21:00 horas (As exposições ficam abertas até 19:30). Fechado nos dias 01 de janeiro, 01 de maio e 25 de dezembro. A entrada para adultos é $5.000 pesos chilenos. Mas se você for de manhã, até 12:00, a entrada é gratuita.

santiago-do-chile-la-moneda

estatua-salvador-allende-chile-la-moneda

centro-cultural-la-moneda

bandeira-chile

Depois, fomos andando pelo lado direito, após o palácio, na rua Morandé, cheia de árvores e bancos. Depois de 2 quarteirões, na mesma rua com interseção da rua Huérfanos, você encontra a farmácia La Botica Salcobrand. Para comemorar seus 200 anos, a cadeia de farmácia abriu um local ambientado com móveis, estantes, frascos e outros objetos do século passado.

Funciona como uma farmácia tradicional, mas a ideia é que os adultos recordem das farmácias antigas e os mais novos possam ter ideia de como se decoravam e operavam os antigos estabelecimentos. Lá dentro ainda tem uma pequena exposição de rótulos antigos, objetos e fotografias.

farmacia-antiga-chile

farmacia-antiga-chile

balanca-farmarcia-antiga-chile

rotulos-antigos-farmacia-chile

Depois, mais uma quadra de andança. Nosso próximo destino é Plaza das Armas. Virando a direita na Rua Compañia de Jesús e mais 3 quarteirões a frente lá está ela. O espaço estava fechado para reformas. Mas na região há a igreja El Sagrario e uma concentração de artistas de rua. Válido para ver aspectos da cultura local.

artistas-de-rua-chile

el-sagradio-igreja-chile

igreja-santiago-chile

Da região do Plaza das Armas fomos pela rua Puente (3 quadras) para cima, em direção ao Mercado Central. Planejamos almoçar lá. Como já havia falado no post sobre “Onde Comer em Santiago do Chile“, almoçamos no Christiancito, que é um restaurante com aparência de boteco nas bordas do mercado – Fica dentro mesmo, mas nas laterais e não no meio, que é o local bem mais bonito e turístico. Não espere um atendimento 5 estrelas, mas a comida é uma delícia e bem mais barata!

Lembra bem o mercado central de São Paulo, mas os garçons do Chile são muito chatos. MUITO mesmo! Nem dê conversa, porque eles vão te alugar por um bom tempo. Mesmo dizendo que você já almoçou eles ficam em cima e até são abusados – teve um que falou “almoça de novo” rs Sem noção. Isso pode tornar bem ruim sua experiência no Mercado Central. Mas enfim, ignorar é a melhor coisa a se fazer.

mercado-central-chile

mercado-central-chile

peixe-chile

centolha

Perto do Mercado Central – do lado da estação de metrô Puente – tem o famoso bar La Piojera – que vende a bebida “Terremoto”. É um bar bem pé sujo mesmo, que é frequentado por todo tipo de gente. Só entramos para ver mas nem animamos a tomar um Terremoto.

Nada contra, só não estávamos no clima, havíamos acabado de almoçar e queríamos ir ainda no Cerro San Cristoban. É bom que é perto do metrô, você pode voltar à noite tranquilamente. O painel que tem ao lado do bar é o que achamos mais legal do local.

mural-street-art-chile-santiago

piojera-chile-santiago

street-art-chile-santiago

mural-artes-santiago-chile

Aguardem a continuação…Pátio Bellavista, Funicular, Cerro San Cristoban e Bairro Bellavista.

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts que você pode gostar