Guia Lonely Planet - Conheça a história

Conheça o Guia Lonely Planet

No Natal, a minha família sempre faz amigo oculto. E como meu pai está prestes a se aposentar, meu irmão deu de presente o Guia Lonely Planet de Portugal, para incentivar uma viagem dos meus pais para lá.

Eu não conhecia esse guia, é muito difícil eu viajar com um guia. Geralmente já faço o roteiro antes e aproveito as surpresas que eu encontro no local, que podem ou não mudar o planejamento. O único que conhecia, das viagens com meus pais, era o Guia 4 rodas, um clássico!

__________________________________________________________________
Não deixe de visitar o nosso Instagram @blogforadecasa com as fotos de nossa viagem!
__________________________________________________________________

guia-lonely-planet

Mas eu li a história dos fundadores do guia e simpatizei muito com ela. O Guia em si é uma graça, design bacana e na capa já dá vontade de comprar uma passagem para o destino descrito no guia. É ótimo para levar, pois é compacto.

O editorial é totalmente independente, ou seja, os locais são escolhidos de acordo com o critério dos autores e não por motivos comerciais. É uma fonte confiável de quem realmente esteve lá, provou e gostou. É um norte para você começar o seu roteiro e, claro, você vai adaptando de acordo com seu estilo de viagem.

guia-de-viagem

guia-de-viagem1

A história do Lonely Planet

Um carro velho, poucos dólares e um senso de aventura. Isso era tudo que Tony e Maureen Wheeler precisavam para ter uma viagem que ia ser lembrada para a vida toda. Eles se encontraram em um banco de jardim do Regent´s Park, na Inglaterra e se casaram 1 ano depois.

Para a lua de mel, eles decidiram tentar o que poucas pessoas achavam que fosse possível, cruzar a Europa e a Ásia a caminho da Austrália.

tony-maureen-wheeler_fe

Isso levaria muitos meses e praticamente todo o dinheiro que eles ganharam, pediram ou pegaram emprestado, mas eles fizeram a viagem. E no final de tudo, apesar de estarem falidos, eles não poderiam estar mais felizes. Um casal de coragem esse.

A experiência foi tão fantástica que eles não poderiam guardar só para eles. Incentivados pelos amigos, eles ficaram noites na mesa da cozinha escrevendo, digitando e grampeando juntos seu primeiro guia de viagens: “Across Asia on the Cheap”, ou traduzindo, Atravessando a Ásia de maneira econômica.

Em uma semana, eles venderam 1.500 cópias e dali nascia o Lonely Planet. Dois anos depois, a segunda jornada os levaria ao Sudeste Asiático com pouco dinheiro, o que levou a surgir os livros do Nepal, Austrália, África e Índia…

Hoje, o Lonely Planet é um dos guias mais bem sucedidos do mundo, com 120 milhões de livros em 11 diferentes línguas. Além do guia impresso, possuem ebooks, website, revista e aplicativos. O Guia faz parte do BBC Worldwide.

O lema do Lonely Planet é: “Tudo que você tem a fazer é optar por ir e a parte mais difícil está terminada. Então vá!” Mais inspiração para os viajantes do que isso é impossível!

lonely-planet-guia

Foto: Telegraph – Tony descansa em frente ao Taj Mahal

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts que você pode gostar