6 dicas de Nova York antes de pisar lá

6 dicas de Nova York

Quem diria que voltaria a NY tão cedo?

Nosso primeiro dia em Nova York foi para reconhecer o terreno de novo rs 🙂 Contrariando a previsão do tempo,
que estava tentando sabotar o nosso passeio dizendo que quase todos os dias seriam de dias nublados, fez sol!

Nova York, definitivamente eu te amo. 🙂

DICA 1 – Faça amizade na fila do táxi

Desta vez não pegamos o shuttle, mas um táxi que compartilhamos com 2 brasileiras que conhecemos na fila do táxi…incrivelmente nós estávamos indo para hotéis pertos um do outro e aí nós dividimos o táxi. Foi a melhor coisa, porque saiu mais barato e foi mais rápido. O shuttle era 18 dólares cada um + gorjeta. No táxi, ficou 70 dólares para dividir por 2, ou seja, 35 dólares.

Andamos perto do hotel, O Shoreham, que foi escolhido pela agência de viagem do concurso cultural que ganhamos. O quarto é maravilhoso, com espaço de sobra para arrumar a mala e tem até uma cadeira massageadora – para quem anda demais na cidade e chega morto no quarto é uma beleza.

quarto-shoreham-nyc

A desvantagem é que não tem wifi no quarto, apenas no lobby (mas tem um espaço ótimo para usá-lo com privacidade) e o café da manhã é a parte (17 dólares). Mas tem uma máquina de café (com vários tipos diferentes) que é de graça das 6 às 11 hs da manhã. Fica no Upper East Side, perto das lojas mais badaladas da 5ª avenida.

DICA 2 – Leve produtos de higiene pessoal do Brasil para os EUA

Uma dica é levar todo tipo de produto de higiene pessoal de casa, como: shampoo, talco, desodorante etc. Porque aqui eu achei o preço bem mais caro e tudo é 8 ou 80. Você vai comprar o produto maior por conta do preço e depois vai ter que levar na mala ou deixar no hotel. Maquiagem em farmácia, os blogs de maquiagem dizem que é uma maravilha, mas pesquisem o preço no Brasil antes, porque eu vi muita coisa que é o mesmo preço ou mais caro.

A gente às vezes vai na empolgação e esquece que o dólar está 2.30. O que é mais fantástico aqui é que você encontra produtos diferentes a preços acessíveis. Por exemplo, o remover famoso da Sephora é 9.90 dólares e no Brasil chega a R$ 54,00. Esse é um produto que vale a pena trazer.

A cidade estava lotada, não sei se porque era final de semana e na segunda tinha um feriado (Dia 14 de outubro – Dia de Colombo). Mas tudo estava aberto. Andamos até a 42st, indo nas lojas e no dia estava tendo o CBGB Festival com bandas como Wallflowers e Grizzly Bear. Perdemos o primeiro mas vimos o segundo. Tinha uma feira com street art, artigos vintage, comidas diferentes e muitas atividades lá perto. Foi a maior sorte, foi divertido!

festival-na-times-square

petisco-feira-nova-york

street-art-nyc

skate-em-nova-york

Dica 3 – Jante cedo ou vá em um bar do arranha céu dos hotéis (rooftops) para tomar drinks e comer petiscos

Depois fomos para o hotel descansar, estávamos mortos. Saímos a noite para comer e como sempre não conseguimos (lembra que NY fecha cedo? Só a Times Square fecha 1 da manhã, em média.) então, só estavam abertos bares mais badalados (passamos pertinho do Hotel Empire e a fila estava grandinha) mas nesse dia não estávamos no clima.

Fomos então no Lincoln Center, que fica lindíssimo à noite.

lincon-center-em-nova-york

Dica 4 – Brooklyn é imperdível nos finais de semana

brooklyn-em-nova-york

No domingo fomos lá! Cada vez que eu vou para esse pedaço de Nova York eu fico mais apaixonada. O Brooklyn é onde me sinto totalmente em casa. As pessoas são mais descoladas, diferente do conjunto vestido curto, salto alto e minissaia do Upper East Side. Se é a sua você vai adorar, vai se sentir em um cenário da série Gossip Girl (eu dou parabéns as meninas que mesmo com um vento congelante conseguem ficar no salto/vestido curto na maior elegância).

Para ir, é o Pier 17 no ferry para Williamsburg (3ª parada). Você desce na feira para comer alguma comida diferente (comemos uma pizza deliciosa, depois um hamburguer enorme e um chá tailandês com geléia de lichia que vinha com uma jarra linda, confesso que compramos mais por ela do que pelo conteúdo, mas que delícia!) A feira tem tanto artigos
novos quanto vintage. Pertinho tem uma pequena praia, que o pessoal fica descansando e conversando.

pier-17-nyc

bebidas-diferentes-nova-york

Dica 5 – Dê uma passadinha em Coney Island

Íamos alugar uma bicicleta para ir até Coney Island, mas chegamos muito tarde e o vendedor da loja disse que era um caminho muito extenso. Se fosse cedo até íamos arriscar mas preferimos ir de metrô. Você vai fazer uma pequena baldeação até chegar ao parque, leva de 30 a 40 minutos.

– Linha L em Bedford St (cinza) e você desce na Lorimer St (a próxima parada)

– Depois pegue a Linha G (verde) e desça na Church St

– Depois pegue a linha F (laranja) para Coney Island

coney-island-dicas-nyc

dicas-brooklyn-coney-island

Parece difícil, mas é facílimo! Olhando os blogs de viagem ficamos meio desanimados, pois lemos que era um lugar deserto, que tinham brinquedos vintage, que não valia a pena ir e blá, blá, blá. Mas é muito legal, lindo demais o lugar.

Dica 6 – Vá em um bar no arranha-céu dos hotéis de NY

Nós fomos no hotel moderníssimo The Stardard, que fica pertinho do Chelsea Market. Vá no final do dia, perto do pôr do sol. Se você quiser pegar lugar vá um pouco antes, abre 4 horas da tarde. Drinks e petiscos a preços acessíveis e uma experiência incrível do alto do hotel. Que vista!

the-standard- bar-em-nova-york-rooftop

Nova York é assim, nos surpreende em cada canto. Perder-se na cidade é ótimo, porque você pode encontrar casas com decoração de Halloween, um espaço de descanso com uma enorme cascata, um bar de gelo…

Tem muita coisa para contar, mas esse é apenas um resumão rápido dos primeiros dias.

Dica de NY

• Compras vintage em NY? Guia de brechos e sebos em Nova York, aqui.
• O que você vai encontrar no Chelsea Market, aqui.
• Saiba como é pedalar em Nova York, aqui.

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts que você pode gostar