10 motivos para adorar o Art Rio - Pier Mauá

O programa de domingo foi ver arte, arte e…arte! Hoje foi o último dia de ART RIO – A maior feira de arte da América Latina. O Rio de Janeiro ultimamente está abrigando várias exposições interessantes. Já passaram por aqui as artes de M.C. Escher, Yayoi Kusama, Ron Mueck, Salvador Dalí (que vai até 22 de setembro no CCBB), entre outras.

O Art Rio vem agregar mais cultura para o carioca e os turistas que passeiam pela Cidade Maravilhosa. A feira permitiu o intercâmbio artístico entre países. O sucesso foi tanto que a organização confirmou a realização de outra edição da ArtRio em 2015, que será realizada entre 09 e 13 de setembro.

Conheça 10 motivos para adorar o Art Rio:

1) A bela vista do Pier Mauá

vista-pier-maua-art-rio

Esperamos que o Art Rio continue acontecendo no Pier Mauá, porque o lugar é belíssimo. Ninguém resiste de descansar ao livre olhando o mar, ou tirar uma foto das estruturas do porto com um sol aberto.

O local do evento é muito importante para a experiência do evento. Depois de ficar um tempinho dentro dos galpões, a vontade que dá é ver a luz do dia, andar ou descansar ao ar livre.

2) Encontre os melhores livros de arte / quadrinho / fotografia

livro-de-arte-art-rio-pier-maua

Em alguns locais da feira existem estandes com livros interessantes de arte, fotografia, quadrinhos…Difícil não se encantar com eles. Descubra novas publicações! Existia lá um livro-desejo do Pedro pedro almodovar, que eu só tinha visto lacrado na Saraiva, mas consegui olhar na feira! Yes! 🙂

Lindo demais, mas por R$ 600 em média rs. Quem sabe alguém pode me dar essa beleza de presente!

3) Descubra o tipo de arte que você gosta

art-rio-pier-maua-rj

A arte contemporânea possui diversas representações: pintura, escultura, maquete, vídeo…A reunião desses diversos formatos de arte faz com que você entenda que tipo de arte você gosta, qual te atrai mais, qual te faz pensar, qual te agride.

Lembro que vi a exposição “The art is the present” da Marina Abramovic no MoMa e foi diferente ver pessoas nuas no meio do museu. No Brasil, isso ia ser um escândalo e nunca aconteceria. Algumas pessoas riam, outras observavam com atenção, algumas corriam para a outra sala, outras ficavam um tempão paradas. Na época não conhecia a história da artista e assim você passa muito sem conhecimento de causa. Depois que li e pesquisei achei tudo interessante e poderia ter outra experiência.

Da mesma forma, passeando pelo ArtRio, fotografei as artes e anotei o nome dos donos das obras para poder saber um pouco mais sobre aquelas que mais gostei. É uma atividade bem mais divertida do que apenas passar pelas obras e esquecer o que você viu.

4) Surpreenda-se com os detalhes das obras

art-rio-pier-maua-rio-de-janeiro

Além de descobrir artistas, outra experiência interessante é observar os detalhes das obras. Sem tocar, por favor, igual aquele vídeo da doida da Narcisa. Algumas eram em 3D, outras você tinha que olhar dentro de uma caixa…uma que era belíssima era feita com acabamento de modulados. Chegue mais perto e observe.

5) Angarie novos ídolos no campo artístico

pier-maua-rio-de-janeiro

Fiquei fã do José Gurvich, pintor de arte Uruguai, figura fundamental no movimento Construtivista do país. As artes são totalmente contemporâneas, parecia que um artista de hoje havia pintado. Um gênio. Tanto as cores como as formas são fantásticas.

6) Prove boa gastronomia

restaurantes-art-rio-pier-maua

Bateu uma fome entre um pavilhão e outro? Basta ir para a área externa e provar uma das delícias da Vezpa Pizzas, Müller Café, Geneal, La Carioca Cevicheria, Restaurante Albamar, Jaeé, Venga!, Delícias e Coco e Árabe da Gávea. Pare para descansar e faça uma refeição ao ar livre!

O valor dos lanches / comidas variam de R$ 8,00 a R$ 35,00 em média. Prove algo que você não está acostumado, tem de cachorro quente a ceviche e comida mexicana, por exemplo.

7) Descanse em móveis fantásticos

moveis-diferentes-artrio

Na parte externa da exposição, haviam alguns móveis diferentes, feitos de madeira. Se não estivesse no Pier Mauá você poderia supor que faziam parte da cenografia do “Senhor dos Anéis”. E com o design inteligentíssimo, permitindo que as pessoas pudessem ter privacidade ou ainda pudessem sentar e colocar os pés para cima. Cada banco ou poltrona tinha um formato diferente.

8) Interaja com as marcas do evento

A Heineken estava lá no ArtRio e você poderia levar uma garrafa estilizada para a casa com as cores da empresa. Você mesmo manipulava a máquina que pintava a garrafa em tempo real. Bem diferente. As sandálias Ipanema (que eu acho melhor que as Havaianas) estavam lá também com uma ação simpática, distribuindo pôsteres que exaltavam a beleza das praias cariocas.

9) Desvende artes críticas

arte-critica-rj-rio-de-janeiro

Quem penduraria um cartaz “Mais materialismo Por Favor” ou pensasse quando visse a frase “Como você descobriu que eu sou classe média”? Uma obra pendurada na parede colocavam sheiks, crianças muçulmanas e cheeleaders em notas de dinheiro.

A primeira coisa que vem na cabeça “porque?” A gente tem a mania de esquecer que as perguntas são importantes para a construção do nosso conhecimento. Quando mais velho, mais vergonha de perguntar.

As artes críticas são obras que fazem pensar além, faz com que você pense o contexto e porque elas foram colocadas daquela forma. São pensamentos que saem da nossa zona de conforto.

10) Valorize os artistas brasileiros

arte-critica-rj-rio-de-janeiro1

Você conhece Amílcar de Castro, Volpi e Di Cavalcanti? São artistas brasileiros que tinham maior presença no espaço do ArtRio. Além disso, existem artistas mais novos como Camila Soato, Daniel Escobar, Chiara Banfi, Adriana Minoliti, entre tantos outros que foram citados na matéria do site Artsy. Vale a pena pesquisar um pouco sobre eles e ver porque a arte brasileira está ganhando visibilidade mundo afora.

MAIS ALGUMAS FOTOS DO ART RIO

art-rio-guia-rio-de-janeiro

fotografia-artrio

artrio-guia-do-rio-de-janeiro-rj

artrio-guia-do-rio-de-janeiro-rj-1

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts que você pode gostar